13 de abr de 2011

Fantasiosidades

Quando se trata de fantasia, tem que ser real.

Como assim?

Simples, pra que eu me interesse por qualquer filme de fantasia, por exemplo, eu tenho que me ver nele. Tenho que sentir que seria possível fazer parte daquele mundo diferente. Eu assisti os filmes do Crepúsculo, mas sinceramente, não me atrai.

Ser uma shining vampirinha definitivamente não está na lista das minhas coisas a serem feitas antes de morrer. Mas pode ter certeza absoluta que se você me disser que está indo pra Inglaterra, com certeza vou pedir que passe em Hogsmeade e me traga um pacotinho de feijõezinhos de todos os sabores.

Meu... Não tem nem o que falar, eu tenho quase certeza que Harry Potter e seu mundo são reais. Tá, antes que alguém ache que eu preciso de tratamento, eu sei que não é real.

Mas pensa, não seria o máximo se fosse real??? Eu atravessaria oceanos para encontrar meu filho se eu fosse um peixe. Eu me vestiria de homem se os Hunos invadissem a China. Eu definitivamente remontaria a porta se a minha criança preferida estivesse do outro lado. Eu seria um brinquedo eternamente fiel à minha criança. Eu subiria uma casa com balões de gás hélio... E essa lista ficaria infinita!

1 comentários:

Amanda disse...

Eu confesso que acredito sim que os vampiros da Anne Rice vivem escondidos por aí. E eles são tão bem construídos que eu bem que gostaria de encontrar com o Lestat um dia desses...

Quer dizer, quando eu acordo durante a noite sozinha porque o Marcelo está viajando, eu suo frio e rezo MUITO para que não tenha nenhum vampiro parado no pé da cama.