8 de jul de 2010

Timidez

No fim do teatro, nós falamos coisas que achávamos uns dos outros.

Me falaram como eu falo bem, me expresso bem e sou desinibida e tal quando falava na frente de todo mundo.

Será que nós estávamos falando da mesma Cindy?

4 de jul de 2010

Enrolando os estudos...

Eu não acho que a gente tem que ter só notas 10. Um 7 tá bom. Eu nunca fui uma pessoa que aprende as coisas muito fácil, então, sempre tive que estudar pra tirar 10, porque aí eu errava algumas e tirava sempre menos. Se eu estudasse pra tirar 7, com certeza a nota não pararia em 7.

Estudar não é a coisa mais legal do mundo. Eu nunca fui muito chegada, pra falar a verdade. Também é verdade que fazer uma coisa chata uma vez já é chato o suficiente. Sempre tive essa consciência de que se eu não me esforçasse um pouquinho, eu teria que fazer de novo, o que é muito pior que se esforçar uma única vez.

Então assim foi desde o início até a pós-graduação. É chato? É. Então eu vou fazer uma vez só.

Não, eu nunca tirei uma nota vermelha no boletim. Também nunca gostei de faltar porque depois você tem que correr atrás. Nunca deixei de fazer os trabalhos porque eles garantem boa parte da nota. Nunca fiz uma prova substitutiva na faculdade. Nunca fui uma nerd. Eu ouço algumas pessoas contarem que tipo, estudam de final de semana, mesmo sem ser época de prova e tal. Eu? Jamais! Só na noite anterior ou no dia da prova.

Como eu disse, estudar não é a coisa mais legal do mundo. E você não precisa tirar 10 sempre ou ser o melhor aluno da classe. Mas você precisa ser esperto o suficiente para se livrar das coisas chatas o mais rápido possível. Nem que isso signifique fazer um trabalho muito chato ou prestar atenção em uma aula chata...

Se a gente prestar atenção com carinho, vai ver que também nem tudo é tão ruim assim. Alguns assuntos são mais interessantes que outros. E algumas coisas são essesciais. Você já está ali mesmo. Aproveite um pouquinho.