13 de abr de 2009

Pensamentos

Eu preciso de um gravador. Um gravador de cérebro. Porque eu penso tantas, mas tantas coisas legais, tantos comentários construtivos (?) a respeito de tantas situações bizarras e quando eu sento aqui pra exteriorizar tudo que estava na cachola, as palavras se perdem... Eu não lembro nem qual era o assunto, pra ser bem sincera. Antes, quando estava em casa, era mais fácil, porque a idéia vinha e a bunda ia pra cadeira do computador, mas agora, as idéias geralmente vêm no ônibus, no meio da aula, no banheiro, nunca, jamais, na frente do computador.

Por esse e outros motivos, eu resolvi que postaria apenas fotos. Elas são bem auto-explicativas, eu não precisaria ficar escrevendo longos textos e o blog não ficaria desatualizado. Mas... Às vezes dá vontade de escrever também (apesar das palavras fujonas). Então, às vezes, eu escrevo, às vezes coloco fotos (é, acho que é um blog normal).

Como eu estou lendo A Menina que Roubava Livros, estou pensando em aspas, então, agora sim começa meu post...

Uma música de longe
Sempre precisei de um pouco de atenção,
acho que não sei quem sou, só sei do que não gosto.
E nesses dias são estranhos...
Estranho como a música que fez tanto
sentido há exatos 6 anos, faz sentido de novo.


Sorria para a ironia da Dentista
"Semana que vem a gente fecha o seu dente.
Viu como foi rápido? É tão bom quando o paciente não falta."
Tá zuando, né? E estou com o canal aberto
desde novembro. Novembro.


Dúvida
A gente consegue viver com a
escolha que fez?


100g no pote de laço cor-de-rosa, por favor
O presente que eu queria é incomprável.
Não sei onde vende, não sei quando custa.
Eu queria tanto, eu sinto tanto que eu nem sei o que é.


Cinza sessão-da-tarde
A vontade é ficar no sofá.
A comida é bolinho de chuva.
O canal é cultura.
A orelha é da mãe.
O leite é com chocolate.
O sonho é voltar.
A volta é impossível.
Então só resta ficar por aqui...


O que mudou?
A gente sempre muda. Engraçado não é?
Você tem certeza que com você não e bang!
Já era... Agora aproveite!
Não se sabe quanto vai durar.

3 de abr de 2009